Atos 8.26-40 – O EVANGELHO É MAIS IMPORTANTE

Atos 8.26-40 

26 E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te e vai para a banda do Sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserto.  

27 E levantou-se e foi. E eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros e tinha ido a Jerusalém para adoração,  

28 regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías.  

29 E disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro.  

30 E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías e disse: Entendes tu o que lês?  

31 E ele disse: Como poderei entender, se alguém me não ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse.  

32 E o lugar da Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro; e, como está mudo o cordeiro diante do que o tosquia, assim não abriu a sua boca.  

33 Na sua humilhação, foi tirado o seu julgamento; e quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra.  

34 E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo ou de algum outro?  

35 Então, Filipe, abrindo a boca e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus.  

36 E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?  

37 E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.  

38 E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou.  

39 E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho.  

40 E Filipe se achou em Azoto e, indo passando, anunciava o evangelho em todas as cidades, até que chegou a Cesaréia.  

Grande ideia: Submissão ao Espírito Santo conduz à evangelização à alegria de se identificar com Cristo. 

INTRODUÇÃO: 

Entre os muitos ensinos bíblicos que aprendi ao longo da vida cristã, estão o meu propósito de vida – ser parecido com Jesus vivendo para o louvor da glória de Deus e a minha missão: fazer discípulos de todas as nações, batizando-os e ensinando-os a guardar tudo que Jesus ordenou. Esse proposito e missão não pode ser realizado pela sabedoria humana ou pela força humana. As coisas espirituais e eternas somente são possíveis pela ação direta do Espírito Santo na vida do crente. Ninguém se tornará parecido com Jesus, ninguém viverá para sua glória e fará discípulos para Cristo sem submeter-se ao Espírito Santo. 

No nosso texto, temos um relato histórico de muita relevância para nossos dias. Mais um episódio da vida de Filipe, um homem que teve que mudar de cidade porque creu em Jesus como Senhor e Salvador de sua vida e era submisso ao Espírito Santo. Filipe desde que aparece no livro, em Atos 6, é destacado como alguém cheio do Espírito Santo e de sabedoria. Foi escolhido como diácono e neste capítulo 8 se mostra um homem de Deus compartilhando o Evangelho com quem encontrasse. Nessa história de seu encontro com o eunuco etíope, temos lições importantes para nossas vidas. Vamos a elas: 

1. SUBMISSÃO A DE DEUS CONDUZ À EVANGELIZAÇÃO. 

26 E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te e vai para a banda do Sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserto.  

27 E levantou-se e foi. E eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros e tinha ido a Jerusalém para adoração,  

28 regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías.  

29 E disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro.  

30 E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías e disse: Entendes tu o que lês?  

Filipe recebeu duas ordens vindas de Deus neste episódio. A primeira veio por meio do anjo do Senhor. Saia de Samaria e vá para a banda do Sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza. Se você se lembra algo das mensagens anteriores e tem lido Atos 8, vai se lembrar que Filipe estava em Samaria, depois de sair de Jerusalém por causa da perseguição contra a igreja liderada por Saulo. Filipe era judeu, mas era helenista, ou seja, falava grego. Grego, naquela época, era como o inglês atualmente, visto que era uma língua comercial falada em todas as nações que o império romano havia dominado. Filipe prega o evangelho naquela região. Muitas pessoas se convertem a Cristo, crendo nele como o messias prometido, o salvador. Em meio a um trabalho extremamente produtivo em Samaria, Deus lhe envia o anjo para que ele saísse daquela cidade e fosse para uma estrada deserta há certa de 150km de distância. E ele foi. Não duvido que nesta jornada ele tenha evangelizado muitas pessoas. Ao chegar na tal estrada, Filipe encontra o eunuco, funcionário de alto escalão do governo da rainha Candace, talvez um ministro da economia. Esse homem está em Jerusalém para a adoração. Pela lei judaica ele não poderia ser um judeu prosélito (Dt 23.1), pois era eunuco e por isso não era circuncidado. No entanto, era alguém convertido ao judaísmo. Alguém que considerava sua fé em Deus algo tão importante que viajou mais de 300 km para adorar em Jerusalém. Um homem temente a Deus, mas que precisava conhecer de Jesus. Agora o Espírito Santo é quem fala a Filipe e lhe manda se aproximar da carruagem em que estava o eunuco. Lá estava Filipe para cumprir esta importante tarefa de compartilhar Jesus com o eunuco. 

Filipe um homem comum, do qual não temos muita informação sobre sua família ou seu trabalho. Mas as informações que temos é que ele muda de cidade e se coloca à disposição de Deus como um missionário voluntário, cumprindo a tarefa de falar de Jesus a todos que encontrar. Ele não é apóstolo, não era um presbítero ou pastor, era apenas alguém encarregado de distribuir alimentos na igreja. Mas era um homem de Deus e que, por sua submissão, foi usado poderosamente na salvação de vidas. Filipe não teve apego ao sucesso de sua pregação. Não considerou que devia permanecer em Samaria pelo sucesso do seu ministério. Apenas obedeceu. Deixou o local onde Deus o usara para realizar feitos espetaculares, para unicamente anunciar a Jesus ao eunuco. O Evangelho é mais importante. Deus age com poder. Deus cura pessoas! Deus realiza milagres! Mas estas não são as coisas mais importantes. O mais importante é arrepender-se dos pecados e crer em Jesus, conhecendo-o de forma tão profunda que sua vida seja submetida ao controle do Espírito Santo que habitará em você. 

A qual pessoa Deus tem falado ao seu coração para que você fale de Jesus a ela? Se você não consegue ouvir a voz de Deus pelas Escrituras hoje, há algo muito errado com você! 

2. EVANGELIZAÇÃO SE FAZ COM AS ESCRITURAS  

27 E levantou-se e foi. E eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros e tinha ido a Jerusalém para adoração,  

28 regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías.  

29 E disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro.  

30 E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías e disse: Entendes tu o que lês?  

31 E ele disse: Como poderei entender, se alguém me não ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse.  

32 E o lugar da Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro; e, como está mudo o cordeiro diante do que o tosquia, assim não abriu a sua boca.  

33 Na sua humilhação, foi tirado o seu julgamento; e quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra.  

34 E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo ou de algum outro?  

35 Então, Filipe, abrindo a boca e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus.  

Filipe, submisso ao Espírito Santo se aproximou do carro/carruagem em que estava o eunuco. Este, estava lendo em alta voz, um costume que muitos ainda tem atualmente. O eunuco lia Isaías 53, uma passagem bíblica que fala do servo sofredor, um texto messiânico e que é atribuído a Jesus. Wiersbe afirma que: “Esse texto descreve Jesus Cristo em seu nascimento (Is 53:1, 2), em sua vida e ministério (Is 53:3), em sua morte vicária (Is 53:4-9) e em sua ressurreição vitoriosa (Is 53:10-12)”. A pergunta de Filipe é muito importante: “Entendes tu o que lês?” E a resposta foi: “como poderei entender se alguém não me ensinar!”. Meus irmãos, esta frase mostra como você tem um papel importante na evangelização. Aqui no templo, você tem a missão de aprender com as mensagens e estudos da Bíblia. Cada lição aprendida é para você sair daqui e diariamente, com que encontrar, compartilhar sua fé, falar da salvação, ajudar pessoas a se arrependerem de seus pecados e crerem em Jesus. 

Observe que Filipe foi intencional ao perguntar se o eunuco entendia o que estava lendo. Ele não conhecia o eunuco. Ele apenas desejou muito que aquele homem conhecesse a Cristo e foi até ele. Filipe podia ter recebido uma má resposta. Poderia ter sido ignorado. No entanto, ele não pensou nisso. Apenas ouviu a parte que se encontra nos versos 7 e 8 de Isaías 53, e fez uma pergunta simples, esperando que a resposta lhe desse a oportunidade de compartilhar Jesus. Com sua atitude, Filipe conseguiu o convite para subir à carruagem e explicar o texto bíblico. O verso 35 afirma que Filipe começando nesta passagem bíblica lhe anunciou a Jesus. Como temos afirmado, todo o Velho Testamento aponta para Jesus. Toda a história é de como Deus formou um povo para ser uma nação sacerdotal e profética, para pregar a mensagem salvadora, a graça, demonstrar quem é Deus, sua bondade e justiça, sua ira sobre os que não lhe obedecem, mas seu amor em prover o salvador para todo aquele que nele crê.  

Mas observe que 4 pontos que se destacam e estão em ação para a salvação do eunuco. 1. O Espírito Santo conduzindo seu servo à pregação do Evangelho; 2. O coração desejoso de Deus, da parte do eunuco; 3. A obediência e submissão ao Espírito Santo, aliada à intenção de Filipe de compartilhar Cristo ao eunuco; e, por último, 4. As escrituras sagradas dando toda o embasamento ao que era pregado.  

Sim queridos. O Evangelho está nas Escrituras. Ele depende da Bíblia. Os fatos que foram anunciados sobre Jesus já estavam prometidos no Velho Testamento. E, aprouve ao Senhor que hoje, pudéssemos ter os fatos sobre Jesus também registrados na Bíblia, bem como seus ensinos, pelos escritos dos apóstolos. 

3. O BATISMO É PROVA DA OBEDIÊNCIA E DESEJO DO CRENTE EM IDENTFICAR-SE COM CRISTO. 

36 E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?  

37 E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.  

38 E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou.  

39 E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho.  

40 E Filipe se achou em Azoto e, indo passando, anunciava o evangelho em todas as cidades, até que chegou a Cesaréia.  

Tão logo ouviu o Evangelho pela instrumentalidade de Filipe, o eunuco desejou o batismo. A ordem de Jesus era que todos os que cressem fossem batizados em nome do pai, do filho e do Espírito Santo, conforme temos em Mateus 28.19-20, e que depois do batismo, todos aprendessem as coisas que Jesus havia ensinado.  

O eunuco estava disposto a ser batizado. Não temos no livro todo o conteúdo da conversa, mas acredito que Filipe em algum momento falou do batismo. Na pregação de Pedro em Atos 2, após a comoção geral nos presentes, gerada pela mensagem, os judeus perguntaram: “que faremos?”. A resposta de Pedro em Atos 2.38 foi Pedro respondeu: — Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos seus pecados, e vocês receberão o dom do Espírito Santo. Isso mostra que o batismo fazia parte da pregação do Evangelho.  

E o que é o batismo?  Um simbolismo da morte para o pecado, o sepultamento e a ressurreição do crente. A palavra batismo é uma transliteração, ou seja, não foi traduzida, mas foi aportuguesada. Mas o significado literal da palavra é imersão, mergulho. Em função do significado desta palavra, nós batistas acreditamos que o batismo bíblico é sempre por imersão, necessitando de água suficiente para cobrir o corpo. Outras formas de batismo, por mais que existam igrejas que as praticam, entendemos estar fora do que a Bíblia ensina, devido ao significado da palavra e de seu simbolismo. 

Se destaca no texto duas questões importantes para o batismo: 1. Ter água suficiente para o batismo. 2. Ter crido em Jesus como o cristo, o filho de Deus.  

Filipe foi levado pelo Espírito para outra cidade, arrebatado pelo Espírito Santo. Não sabemos como foi feito isso, mas cremos no que está no texto. O eunuco seguiu seu caminho feliz. Historiadores afirmam que ele foi o responsável pela Evangelização na África. 

Filipe apareceu em Azoto. E seguiu pregando a Palavra.  

CONCLUSÃO:  

Submissão ao Espírito Santo conduz à evangelização e à alegria de se identificar com Cristo. 

O resultado de estar em Cristo, de crer nele, é uma tão grande salvação, que à partir dela, nasce no coração o desejo de ser semelhante a Cristo e de compartilhar essa experiência de salvação para outros.  

A prova de que alguém é salvo é seu interesse em compartilhar Jesus! Sua vontade de identificar-se com Cristo, que começa no batismo, mas se segue no viver diário, buscando edificação e praticando a evangelização. 

Avalie sua vida, suas práticas, suas conversas? Em que nível Cristo tem participado de sua vida? Como ele tem sido compartilhado por você? Por quantas pessoas você tem orado, pedindo a Deus a salvação delas? Por quantas pessoas você tem se interessado em falar de Deus, submisso e obediente à direção do Espírito Santo? 

Deus nos abençoe. 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *