1 Coríntios 3.1-9 Identificando um crente carnal

 

Texto: 1 Coríntios 3.1-9

1 ¶ Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo.

2 Leite vos dei a beber, não vos dei alimento sólido; porque ainda não podíeis suportá-lo. Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais.

3 Porquanto, havendo entre vós ciúmes e contendas, não é assim que sois carnais e andais segundo o homem?

4 Quando, pois, alguém diz: Eu sou de Paulo, e outro: Eu, de Apolo, não é evidente que andais segundo os homens?

5 ¶ Quem é Apolo? E quem é Paulo? Servos por meio de quem crestes, e isto conforme o Senhor concedeu a cada um.

6 Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus.

7 De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.

GRANDE IDEIA: Crentes carnais são identificados pela sua imaturidade, seu mundanismo e seu egoísmo evidentes.

                Na reflexão anterior, falamos sobre a verdadeira sabedoria que vem de Deus para todos os que desejam crescer, devendo ser transmitida no poder do Espírito Santo e ser o alvo de todo crente. Paulo questionava no final do capítulo 2, que havia uma diferença entre o homem natural, não salvo, e o homem espiritual. O espiritual, segundo Paulo, tem a mente de Cristo, portanto pode compreender muito bem sua vontade, seus propósitos, além de conhecer de perto o seu Senhor.

                Assim sendo, porque tantos crentes dão como desculpa a incapacidade de conhecer a Deus e a sua palavra? Se o Espírito Santo capacita as pessoas a compreendê-la, pelo menos, no nível de colocar o crente em condições de viver de modo agradável a Deus, porque muitos afirmam não conseguir?

                A resposta é dura, mas deve ser dita: ou o conhecimento que adquiriram está errado, ou são teimosos e resistem à influência do espírito, apesar de manterem a aparência de cristãos convictos.

                Paulo saiu do final do capítulo 2 falando de homens espirituais, consagrados e conhecedores de Deus, e afirmou que os crentes de Corinto ainda não demonstravam ser espirituais. Quando a obra começou ali, eles eram fracos pois ainda eram novos convertidos, o tempo passou, eles deviam ter crescido, mas não o fizeram, de modo que Paulo disse que ainda não podia dar a eles alimento sólido. Ainda estavam resistentes a tomar até mesmo o leite da Palavra.

                Diante disto, nas palavras do apóstolo Paulo, notamos 3 identificadores de um crente carnal.

  1. 1.SÃO IMATUROS

1 ¶ Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo.

2 Leite vos dei a beber, não vos dei alimento sólido; porque ainda não podíeis suportá-lo. Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais.

                As palavras de Paulo soavam duras demais para membros de igreja que diziam buscar a sabedoria. Os sábios membros daquela igreja eram agora chamados de crentes carnais, de imaturos, de crianças em Cristo. Quão distantes estavam da verdadeira sabedoria, a sabedoria espiritual, vinda de Cristo e sua palavra. Os irmãos coríntios não eram sábios, eram crianças. Tinham bebido do leite do conhecimento de Deus, mas não cresceram, porque nunca quiseram comer algo sólido. O resultado é que estavam completamente doentes.

                Crianças que não crescem estão doentes, precisam de tratamento médico urgente, pois a tendência natural é a morte.

                Ao que parece, os coríntios não tinham condições de suportarem ensinamentos mais profundos da Palavra de Deus (2). Ainda estavam vivendo um evangelho baseado nas experiências pessoais e não na Palavra. O orgulho que a falsa espiritualidade lhes havia dado era tão intenso que os tornavam resistentes ao Crescimento Espiritual (2 “nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais”). Nas palavras de Paulo, os coríntios no início eram carnais por que ainda eram novos convertidos, mas o tempo passou, mas agora são carnais por viverem no erro, a expressão que Paulo usa no final do verso 2 é que são caracterizados pelo carne. Imagino a decepção e tristeza do apóstolo ao escrever estas palavras. Tanto tempo pregando-lhes a palavra, mas eles não lhes haviam dado a devida atenção. Não desejaram obedecer à Palavra.

                O escritor aos Hebreus nos revela que esse problema da falta do desejo de crescer espiritualmente estava impregnado em várias igrejas daquele período. Em Hebreus 5.12-6.1, lemos assim: “12 Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite e não de sólido mantimento. 13 Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. 14 Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. 1 ¶ Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus”

                Infelizmente, precisamos admitir que esta situação se repete em nossos dias. Ainda hoje, existem pessoas se dizendo sábias por vários motivos; porque estão muito tempo na igreja; porque tem alguma função importante; mas, apesar de tudo isso, tais pessoas ainda não são capazes de agir em amor, abandonando todo o orgulho. Ainda são imaturos.

                Crentes carnais são imaturos, mas também:

  1. 2.SÃO MUNDANOS (3,4)

3 Porquanto, havendo entre vós ciúmes e contendas, não é assim que sois carnais e andais segundo o homem? 4 Quando, pois, alguém diz: Eu sou de Paulo, e outro: Eu, de Apolo, não é evidente que andais segundo os homens?

                Quando dizemos que o crente caracterizado pela carne é mundano, queremos dizer que ainda repete ações comuns aos homens não salvos por Jesus. Nas palavras de Paulo, eles vivem repetindo as atitudes mundanas. (3) Andam segundo o homem. O que identifica este mundanismo no crente?

                Paulo fala de ciúmes e contendas. Gente que causa brigas e situações confusas. Parece que aqueles irmãos sempre tinham algo para por defeito, algo que trouxesse motivo para dividir opiniões, algo para ser motivo de tristeza ao próximo. Eram como torcedores fanáticos de times de futebol que não ficam satisfeitos com a vitória de seu time, mas precisam bater nos demais torcedores, o seu time tem que ser o melhor, ainda que perca, e ai de quem for contrário. Esta atitude evidencia a falta de amor nos relacionamentos, infelizmente acontece dentro das igrejas.

Agir como agem as pessoas do mundo era uma prova do distanciamento que aqueles irmãos estavam da vontade de Deus revelada na Bíblia. Lá a disputa era por quem era o mais sábio e mais espiritual, nos dias de hoje, as coisas se repetem. Como cantou o grupo logos “A inveja vem de dentro pra dizer Que o que eu acho e o que eu faço é bem melhor do que o que Você pode fazer”. Quantos irmãos saem dos cultos com raiva nos seus corações. Para eles, os outros estão sempre errados. O que eles fazem é sempre ruim. Se algo assim acontece com você, cuidado. Será que só você tem a opinião correta? Como definir isso? Olhe a palavra. Não baseie seus conceitos em sua própria opinião, mas sim na opinião de Cristo, da Bíblia.

Mas, além de imaturos e mundanos, os crentes carnais também:

  1. 3.SÃO EGOÍSTAS

5 ¶ Quem é Apolo? E quem é Paulo? Servos por meio de quem crestes, e isto conforme o Senhor concedeu a cada um.

6 Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus.

7 De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.

                Quando uma pessoa se torna um crente carnal, sua tendência é demonstrar o que a teologia chamou de princípio fundamental do pecado – isto é – o egoísmo.

                Aqueles irmãos coríntios além de imaturos e mundanos, também eram egoístas, queriam que tudo fosse feito conforme suas vontades pessoais. Eles não compreendiam o verdadeiro ministério e serviço cristão. (5). Não entendiam que o foco da obra da igreja é Cristo e não pessoas. (7) Afinal, se a obra progride é porque Deus a está regando, ou seja, é Deus aprovando o que fazemos e nos abençoando com o crescimento.

                No verso 7, Paulo mostra que ninguém é mais importante que o outro na igreja, na verdade, somos todos servos em igualdade diante dos olhos de Deus, e se as coisas funcionam, é porque Ele está permitindo. Não há espaço para egoístas na obra de Deus. Não há espaço para aqueles que julgam que somente o que fazem ou desejam é importante e que todos devem aderir à minha vontade. Se há alguma vontade que precisa ser cumprida na igreja, esta é, sem dúvida, a vontade de Deus.

                Temos que parar de focar nossas atenções em nós mesmos e começar a focar nossa atenção em Deus e a sua glória. É a glorificação do nome de Jesus Cristo que importa e se, em nossas ações e palavras, houver discórdia, confusão, inimizade, ofensas, não estaremos glorificando a Cristo.

                Se apenas as músicas que eu gosto devem ser cantadas, estarei demonstrando meu egoísmo. Estarei centralizando em mim mesmo tudo que acontece no culto, por exemplo. Naquilo que a Bíblia dá suas orientações, temos que ter unidade. Naquilo que a palavra não mostrar uma direção, temos que ter amor, para admitir que há opiniões divergentes da minha.

                Não posso ser egoísta, isto tira o meu foco da glória de Deus e o lança em mim mesmo. Se esse comportamento não for mudado, o pecado tomou conta de minha vida.

                Não permita que atitudes carnais dominem sua vida. Faça produzir em você o fruto do Espírito. Como disse Paulo em Gálatas 5.22 em diante:

22 Mas o Espírito de Deus produz o amor, a alegria, a paz, a paciência, a delicadeza, a bondade, a fidelidade,

23 a humildade e o domínio próprio. E contra essas coisas não existe lei.

24 As pessoas que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a natureza humana delas, junto com todas as paixões e desejos dessa natureza.

25 Que o Espírito de Deus, que nos deu a vida, controle também a nossa vida!

26 Nós não devemos ser orgulhosos, nem provocar ninguém, nem ter inveja uns dos outros.

CONCLUSÃO:

Crentes carnais são identificados pela sua imaturidade, seu mundanismo e seu egoísmo evidentes. Para sermos diferentes disso, precisamos amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como Jesus nos ensinou, deixando que o Espírito de Cristo, que nos deu a vida, controle também a nossa vida.

Deus nos abençoe.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *